Seja no trabalho, em casa ou quando estamos na rua, é muito comum esquecermos de fazer algo primordial para a saúde do nosso corpo: beber água. Há também aqueles que não possuem esse hábito e, mesmo que lembrem, não dão importância para isso. Você não faz ideia do mal que pode estar causando para si próprio, ainda mais em dias de verão. Com a ajuda da nutricionista Sheila Basso, listamos 4 maneiras simples para ninguém deixar de beber a quantidade ideal de água por dia.

Beba, no mínimo, dois litros de água por dia

Você já deve ter ouvido falar por aí que para suprir todas as necessidades do organismo precisamos tomar, pelo menos, dois litros de água diariamente. E é verdade. Durante 24 horas, o corpo elimina essa mesma quantidade de líquido por meio do suor, urina, respiração, dentre outras atividades que mantêm as funções vitais. Por isso a importância em repor o que foi perdido para manter o organismo em constante funcionamento. “O corpo não possui reservas ou condições para armazenamento de água. É essencial que a sua reposição seja diária para manter a saúde e as funções básicas do organismo. Em medidas caseiras, essa quantidade representa oito copos”, explica.

Leve sempre uma garrafinha de água com você

Tem muita gente que espera ter sede para beber água. A nutricionista explica que, na verdade, a sede é mais um sinal de alerta para a necessidade do corpo por água. “Ela aparece quando a quantidade de líquidos no organismo já se encontra abaixo do nível desejado. Não espere a sede chegar e o seu corpo ficar com os níveis de água na reserva. Reabasteça seu organismo com frequência”. Para quem passa longos períodos fora de casa a melhor opção é levar uma garrafinha de água para onde você for.

Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes

O consumo de água pode variar de pessoa para pessoa conforme a alimentação, a frequência de atividade física e a temperatura ambiente. “Quando a temperatura ambiente aumenta, cresce também a perda de água pela pele; quando fazemos uma alimentação rica em sal e substâncias tóxicas, há necessidade de água para eliminação das toxinas”, conta a profissional. Que tal aumentar o consumo de alimentos que contêm uma quantidade valiosa de água? Então anote aí: melancia, maçã, rabanete, cenoura são exemplos de alimentos que possuem sais minerais.

Tome água antes, durante e depois de atividades físicas

Quando praticamos exercícios ou fazemos algum esforço, nossa temperatura corporal fica elevada por conta da transpiração e respiração, fazendo com que a perda de líquido do organismo seja ainda maior. Se não houver reposição, o resultado é uma desidratação. “Quando há eliminação de água e sais minerais do organismo tornando o balanço hídrico negativo, ou seja, quando as perdas de água não são repostas”. Sempre quando fizer qualquer atividade física, beba água antes, durante e após a prática.

Beber sucos e isotônicos naturais também ajudam na hidratação

A gente sabe que há dias em que sua sede não é só de água. Sempre bate aquela vontade de uma bebida diferente, não é? Mas é importante consultar seu nutricionista, pois, sua escolha nem sempre pode ser vantajosa para sua saúde. “Refrigerantes, água tônica ou sucos industrializados, por exemplo, são ricos em açúcar. Suas versões light e diet apresentam altas taxas de sódio, aumentando o risco para hipertensão e problemas renais”.

Vá pelas opções mais saudáveis e naturebas. “A hidratação à base de sucos frescos de frutas e hortaliças oferece ao nosso corpo grande parte das vitaminas e sais minerais. Fruta, verdura ou legume, independentemente da receita da bebida, a água é presença constante”, conclui a especialista que alerta sobre a importância de evitar a adição de açúcar nos sucos naturais. Não dê bobeira e mantenha-se hidratado sempre!