TRATAMENTO DE CANAL: O QUE MUDA NA ALIMENTAÇÃO? COMO ESCOVAR OS DENTES? DENTISTA LISTA OS PRINCIPAIS CUIDADOS

1Seu dente ainda está muito frágil após o tratamento de canal. A dentista Sofia Cabaleiros explica que é preciso evitar alimentos muito duros nessa fase
2
A higiene bucal segue norma durante todos os dias, sem abrir mão do fio dental. Só esse poderoso fio evita as cáries ocultas, aquelas que se iniciam entre os dentes
3
Você deverá voltar ao consultório do seu dentista no tempo determinado para realizar a parte restauradora do elemento tratado. Não falte nesta consulta
4
Caso ocorra incômodos, ou aquela dorzinha chata, medicamentos podem ser tomados. Mas lembre-se quem é seu dentista que vai receitá-los. Não arrisque-se em tomar por conta própria

 

Após o tratamento de canal muita gente se questiona como ficam os hábitos do dia a dia. Para que os cuidados em consultório tenham sucesso absoluto é importante tomar outros cuidados. Evitar certos tipos de alimentos, escovar os dentes com delicadeza e não esquecer o fio dental são alguns que não podem faltar. A dentista e especialista no assunto Sofia Cabaleiro vai explicar quatro cuidados necessário após o tratamento de canal.

1 – É PRECISO EVITAR ALGUNS ALIMENTOS

Quando um tratamento de canal é realizado, o dente acaba perdendo sua estrutura e ficando um pouco mais fraco. Até realizar a restauração completa, na próxima consulta, é importante que a pessoa tenha paciência e evite certas guloseimas no pós-tratamento. “Orienta-se evitar alimentos muito duros, enquanto estiver com o curativo aguardando pela restauração definitiva”, explica a dentista.

2 – NÃO ESQUEÇA O FIO DENTAL NA HIGIENE

A limpeza precisa ser constante e de forma bem suave, principalmente no local tratado para não haver o risco de surgir novas cáries, aquelas vilãs de todo sorriso. Sofia também orienta a prática cuidadosa de uma ferramenta. “O uso do fio dental é de extrema importância nesses casos, pois somente ele poderá evitar as temidas cáries ocultas, aquelas se iniciam entre os dentes, imperceptíveis em estágio inicial”. Para ter um melhor resultado, use aquele modelo que desliza de forma tranquila entre os dentes e ainda protege sua boca de doenças como a gengivite e as lesões cariosas.

3 – VÁ AO DENTISTA APÓS O TRATAMENTO

Quando o profissional termina de fazer o canal, não significa que o tratamento acabou por ai. “Após o término do procedimento o paciente deverá continuar indo ao consultório para que se realize a parte restauradora do elemento tratado”. Essa reabilitação final pode ser feita com uma prótese unitária, coroas, ou uma restauração direta retida a pino.

4 – MEDICAÇÕES PODEM ALIVIAR A DOR

Logo após o tratamento de canal, o paciente pode sentir algumas dores e incômodos na hora de mastigar. “Nesses casos indicamos analgésicos comuns. Caso a dor persista, o dentista poderá indicar outras medicações mais específicas, podendo ser anti-inflamatórias ou até mesmo antibióticas”, conclui. Lembre-se que toda medicação precisa ser prescrita pelo seu dentista. Não arrisque em recomendações próprias ou de amigos. Cuide da saúde do seu sorriso!

Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário