A escova de dentes é a melhor amiga da higiene bucal. Com ela é possível prevenir qualquer sorriso do acúmulo de placa bacteriana que pode causar tártaro, cárie e doenças na gengiva. Para que ela continue exercendo essa função de forma caprichada, é importante descobrir a hora de substituí-la por outra novinha. Você sabe o tempo certo para fazer isso? O dentista Marcos Borba ensina a melhor época para trocar e como o paciente pode identificar esse momento.

Qual é o momento certo para ter uma nova escova?

A recomendação dos dentistas é que uma escova deve ser trocada, em média, a cada 3 meses de uso. “Geralmente um tempo maior que este começa a haver desgastes das cerdas, comprometendo a remoção da placa bacteriana sobre a superfície dos dentes e gengiva”, atenta. Para ajudar a identificar este momento, existem alguns modelos de escovas que apresentam marcações nas cerdas e conforme a pessoa usa, fica com uma cor mais clara, facilitando a hora certa de adquirir uma nova.

O motivo da troca influencia na saúde bucal

O dentista dá o recado. “Não só pelo desgaste das cerdas, mas é importante a troca das escovas regularmente devido ao acúmulo de bactérias após determinado tempo”. Esses tufinhos são responsáveis por desestruturar e remover a placa que fica no sorriso, caso eles fiquem bem desgastados e desalinhados, o processo de remoção será prejudicado. Além disso, muitas bactérias podem proliferar na escova, tendo grandes chances de infectar seu meio bucal.

Sem uma escovação correta problemas começam a surgir

Se a escova não é mais capaz de praticar uma boa higiene, isso pode causar a ineficiência da remoção de placa bacteriana e desencadear muitos problemas. “O mais comum é o surgimento de lesões de cárie que, se não tratadas na fase inicial, pode levar a complicações como tratamento de canal e até mesmo a perda dentária”. O aumento de placa acaba sobrando, também, para as gengivas. Em muitos casos uma infecção como a gengivite, evolui para a periodontite e, se não for tratada, pode levar à perda dos dentes.

É preciso manter os bons hábitos

Se não respeitarmos esse tempo de troca, complicações mais sérias podem surgir, como o câncer de boca e a endocardite bacteriana (doença do coração), que têm a má higiene como causa. Siga as condutas higiênicas. “Um simples cuidado com a higiene, como a troca de escova, sua correta utilização, uso de fio dental e enxaguantes bucais são suficientes para mantermos um sorriso lindo e saudável”, confirma Borba.

A escova ideal para escovar os seus dentes

“A melhor escova é aquela que envolva pelo menos dois dentes de uma só vez, que a cabeça não seja muito grande, que tenha um bom alcance até os últimos dentes e que seja macia, a fim de não causar desgaste no esmalte não lesionar a gengiva”. Todos estas vantagens você consegue encontrar em uma só ferramenta: a escova com multi benefícios. Ela possui cerdas crisscross que removem a placa dos lugares mais difíceis da boca. Você sabia que uma escova nova tem poder para remover até 30% mais placa? Não se esqueça de trocar a sua quando necessário e tenha um sorriso ainda mais saudável e bonito.