Por que muitos idosos não possuem dentes naturais?

11196-legenda-slider_medias-1Chegar na terceira idade sem os dentes é algo considerado normal para todo idoso? O especialista em Saúde Coletiva Cláudio de Sá Fortes explica por que isso acontece e mostra que é possível reverter a perda dentária

 

Chegar na terceira idade é sinônimo de desacelerar. Essa fase da vida é propícia para descansar e aproveitar o dia a dia com menos correria e estresse. Além disso, é o momento de não descuidar da saúde, visto que o corpo começa a dar os primeiros sinais da velhice. Não é diferente com a saúde bucal: infelizmente, a perda dos dentes naturais é frequente em pessoas idosas. E por que isso acontece? Convidamos o dentista Cláudio de Sá Fortes para responder essa questão e explicar os motivos que levam à falta de dentes nessa idade.

POR QUE A PERDA DENTÁRIA ACOMETE OS IDOSOS?

É comum conhecermos alguma pessoa idosa sem ter pelo menos um de seus dentes naturais. Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), de 2010, revelou que cerca de 80% dos idosos brasileiros têm menos de 20 dentes. Cláudio afirma que muitos são os fatores que levam à perda dentária nessa fase da vida. “Cárie (alta frequência no consumo de açúcar) e problemas da gengiva são as principais razões”, destaca. Ele ainda acrescenta que na terceira idade a capacidade de higienização diminui por falta de destreza manual e de estímulo.

Ainda segundo o estudo, outros motivos também contribuíram para esse quadro. Pessoas com menos anos de educação escolar e quem não recebeu informações sobre como prevenir doenças bucais também entram na lista. Quem demorava mais de três anos para ir ao dentista ou quem procurava um profissional apenas em situação de emergência tiveram mais perda dos dentes.

PROBLEMAS PELA FALTA DE DENTE

Um dos maiores problemas que a falta de dente pode trazer a uma pessoa idosa é a perda da capacidade de mastigar bem os alimentos. “Dificuldade de mastigação leva a uma dificuldade da digestão”, explica. Além disso, falar se torna uma tarefa mais complicada quando se tem poucos dentes. De acordo com Cláudio, a vida social e a autoestima também podem ser afetadas. “A questão da estética pela falta de dente e o mau hálito levam a um isolamento social”.

CONSCIENTIZAÇÃO DA SAÚDE BUCAL

Na terceira idade, o risco de problemas bucais tende a aumentar em função da queda da condição física, segundo o especialista. Isso, consequentemente, leva a uma diminuição da habilidade na higienização bucal. A recomendação é cuidar desde agora da saúde bucal para minimizar os possíveis problemas no futuro.“Quanto mais cedo o jovem tiver cáries e problemas de gengiva, maior é o risco de perda de dente na vida adulta e na terceira idade”.
Fonte: Sorrisologia

 

      

Comentários

Nenhum Comentário