Pessoas com periodontite controlada podem realizar tratamentos estéticos?

14334-voce-quer-realizar-um-procedimento-denta-slider_medias-1Você quer realizar um procedimento dental estético, entretanto, está em tratamento da periodontite. Será que isso impossibilita a realização?

Você vem tratando da periodontite faz um tempo. Seu dentista garantiu que a doença está bem controlada e que seu sorriso já está se tornando saudável novamente. No meio desse processo, surgiu a vontade de fazer um tratamento estético. Devido a doença, seus dentes ficaram amarelados e você quer deixá-los brancos novamente com clareamento, facetas de porcelana ou lentes de contato dental. Será que esses e outros procedimentos do tipo podem ser feitos nesta situação? O especialista em dentística Johnathan Marcondes explica.

EM PRIMEIRO LUGAR, ENTENDA A PERIODONTITE

Quem já teve ou tem periodontite sabe como essa doença afeta a saúde bucal. Primeiro, ela começa com um processo inflamatório na gengiva, a gengivite, que se estende para os tecidos de suporte do dente, o periodonto. A partir daí, o problema começa a tomar conta da boca e romper as fibras que unem o elemento dentário, o tecido e os ossos de suporte. Mas nem tudo está perdido. Se o paciente procurar tratamento na fase inicial, é possível ter o controle da doença. Por outro lado, se a pessoa ignorar esses sinais, o cenário vai se tornar ainda mais complicado, podendo até causar a perda do dente.

QUEM TEM O CONTROLE DA DOENÇA PODE PASSAR PELOS TRATAMENTOS?

Johnathan garante que, desde que o paciente esteja com a doença controlada e fazendo o devido acompanhamento regular, ele pode fazer tratamentos estéticos, como clareamento, lentes de contato dental e facetas de porcelana. Por outro lado, existe um procedimento estético que muitas pessoas pensam em aderir, mas que acaba sendo desnecessário no quadro de periodontite, que é a redução das gengivas. O profissional diz que, devido a doença, já vai ocorrer uma pequena retração gengival e que não há necessidade da cirurgia de diminuição.

Porém, nos estágios iniciais da doença, na gengivite, o paciente precisa realizar a redução do tecido em alguns casos. “O processo inflamatório pode fazer com que a gengiva aumente e mesmo com os tratamentos normais e uma higiene correta, muitas vezes esse aumento gengival não diminui, sendo necessário uma gengivectomia”, esclarece o dentista.

O QUE MUDA AO LONGO DO PROCEDIMENTO?

Em procedimentos como lentes de contato dental e facetas de porcelana é imprescindível que o paciente apresente uma boa saúde gengival. “O profissional deve fazer o tratamento preservando ao máximo a gengiva e tendo o cuidado para que as lentes ou facetas fiquem perfeitamente adaptadas ao dente”, ressalta. Tudo isso é muito importante para que o paciente consiga fazer uma higiene bucal correta, na qual não haja acúmulo de alimentos e não leve ao avanço da periodontite.

OS MAIORES CUIDADOS A SEREM FEITOS

Entre os maiores cuidados que o paciente deve ter após o tratamento, a prioridade está nas medidas básicas de higiene bucal. Isso significa que a pessoa precisa praticar uma boa escovação, usar o fio dental regularmente e utilizar o enxaguante. “O paciente deve estar ciente que o sucesso do tratamento estético está totalmente ligado a saúde gengival”, conclui.

Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário