Odontologia: Descubra a importância de um tratamento dentário para sua saúde e bem-estar

11297-legenda-slider_medias-3A saúde bucal não deve ser vista como algo à parte da sua rotina. A Odontologia tem o poder de melhorar a sua qualidade de vida e bem-estar

 

Quando se pensa em saúde e em bem-estar dificilmente associa-os à saúde bucal. Lembramos dos exames de rotina, das atividades de lazer e até da alimentação, mas acabamos deixando de lado o cuidado com os dentes. Entretanto, a odontologia tem um papel fundamental que influencia diretamente no seu cotidiano. Pensando nisso, o Sorrisologia convidou o dentista Johnathan Marcondes para explicar como um tratamento dentário pode melhorar – e muito – a sua qualidade de vida.

CUIDAR DA SAÚDE BUCAL É CUIDAR DA SAÚDE EM GERAL

Não é a toa que a recomendação dos dentistas é visitar um consultório dentário a cada seis meses. O tratamento odontológico é muito importante para a saúde das pessoas, como explica Johnathan. “Infecções na boca podem atingir outros órgãos do corpo e levarem a grandes complicações. A exemplo disso, vários estudos mostram que problemas dentais, como cárie, podem resultar em perda de rendimento de atletas e podem estar ligadas a lesões musculares recorrentes”. Pode-se acrescentar ainda a relação que os problemas gengivais e riscos de partos prematuros têm. “Cuidar da saúde bucal é cuidar da saúde geral”, resume o profissional.

BEM-ESTAR E SAÚDE BUCAL CAMINHAM JUNTAS

A procura por tratamentos odontológicos estéticos tem aumentado, como é o caso dos clareamentos dentais. A saúde bucal afeta diretamente no bem-estar das pessoas. “Pacientes com problemas dentários tendem a sofrer com relações pessoais, ter baixa estima e problemas em seus trabalhos. Algumas pesquisas mostram que a parte do corpo que as pessoas primeiro avaliam é o nosso sorriso”, afirma. Dessa forma, cuidar da saúde bucal é sentir-se bem consigo mesmo.

PRATICANDO UMA HIGIENE BUCAL CORRETA

Para Johnathan, a higiene bucal correta depende principalmente de cuidados básicos, apesar de, muitas vezes, estes serem neglicenciados devido a correria do dia a dia. E esses cuidados incluem a escovação e o uso do fio dental três vezes ao dia, além do enxaguante bucal como complemento, segundo o dentista.

A alternativa que ele dá para quem não consegue ter tempo para a higiene depois da refeição é mascar chiclete sem açúcar. “Vai ajudar no aumento da produção de saliva e, consequentemente, em uma limpeza da superfície dos dentes. Lembrando que isso não substitui a escovação e o uso do fio dental”, alerta.

A RELAÇÃO COM A SAÚDE BUCAL COMEÇA CEDO

“Os pais são os exemplos dos filhos e isso também serve para os cuidados com a higiene bucal”. Sendo assim, os responsáveis devem mostrar e ensinar os cuidados com a limpeza oral dos pequenos e isso começa desde o nascimento do bebê. “Limpeza das gengivas com paninho úmido ou gaze, e a partir do aparecimento dos dentinhos com a escovação”, descreve o profissional.

A primeira consulta com o odontopediatra também deve acontecer o quanto antes, assim a criança se acostuma com o ambiente do consultório e não terá medo de ir ao dentista. Johnathan destaca também que não se deve esperar a primeira dor de dente, pois isso acarreta em estresse no seu filho e prejudica cuidados futuros.
Fonte: Sorrisologia

 

      

Comentários

Nenhum Comentário