Dúvidas Frequentes

Confira algumas respostas a dúvidas frequentes sobre nossos tratamentos e serviços.

Orientação para os pais

Se você tem entre 8 a 14 anos é importante que os seus pais saibam de algumas dicas. Por isto, peça para que eles leiam todo o seu Manual e esta parte especialmente feita para eles. Assim, eles também poderão estar te ajudando no seu tratamento.

Pais e Mães, seu filho iniciou um tratamento de Ortodontia e vocês como responsáveis por ele deverão colaborar para que este investimento seja realmente compensador.

Os pais devem ajudar o Ortodontista em alguns casos, principalmente quando o seu filho está fora do Consultório, afinal aqui o Doutor e sua equipe fazem a sua parte. Mas, para que o tratamento corra bem, tudo que acontece fora daqui depende muito da colaboração da pessoa que está fazendo o tratamento e ainda mais do apoio dos pais.

Aí vão algumas dicas:

•           Procurem incentivar o seu filho a ouvir as instruções do Doutor. Legitimem o Dr. para que seu filho cumpra as colocações dele. Assim, vocês estarão poupando seu próprio esforço para que estas regras sejam cumpridas;

•           Procure conscientizar o seu filho da importância do uso do aparelho e do comparecimento nas consultas marcadas;

•           Quando o seu filho estiver no Consultório, normalmente ele fará a consulta sozinho com o Dr. Mas não precisam ficar preocupados, isto acontece para que o tratamento ocorra da melhor maneira. A conversa do Dr. com o seu filho é muito importante para que ele entenda o que deve ser feito fora do Consultório. E sempre que necessário a presença dos senhores pais será solicitada;

•           Vocês devem estimular o seu filho, por isto tentem controlar possíveis temores que surjam evitando comentar sobre “dor”, “injeção”, “agulha”, “medo”, falar que o aparelho é feio, etc. Estas expressões podem assustar a criança e desanimá-la;

•           A higienização (escovação) dos dentes e do aparelho deve ser feita sempre após as refeições. Isto o Dr. vai sempre estar falando para a criança, mas é importante o seu controle;

•           É importante não impor, não dar bronca, não obrigar a criança a escovar, mas sim completar o trabalho que o Dr. faz aqui, conversando e conscientizando a criança da importância desta atitude;

•           Outra colocação do Dr. é quanto a alimentação adequada. Alguns alimentos duros, pegajosos e açucarados demais devem ser evitados como balas, amendoim, pirulito, chicletes, maçã, cenoura, caramelo, etc. Por isto que o Dr. pede a colaboração e o apoio dos pais. Estes tipos de alimentos podem danificar o aparelho, podem deixar resíduos causando cáries e, consequentemente, atrapalhar o andamento do tratamento;

•           Ajude seu filho caso ele tenha dificuldade na escovação;

•           Estimule o uso do aparelho móvel sempre;

•           Os Doutores e suas equipes estarão sempre à disposição para ajudá-los no que for preciso e esclarecer dúvidas.

Por que você precisa de um tratamento de Ortodontia

A Ortodontia é uma especialidade da Odontologia que cuida da prevenção e do tratamento dos problemas dos dentes em má posição nas arcadas dentais. Ou seja, ela ajuda a arrumar os dentes que estão ou poderão ficar “tortos”. As duas razões mais comuns para realizar um tratamento são: estética e funcional. Assim, uma pessoa pode fazer um tratamento para ficar mais bonita, preocupando-se com a beleza do seu sorriso. Ou então, precisar fazer um tratamento por problemas com má posição dos dentes causando mastigação inadequada, dores ou problemas nos dentes e até problemas mais sérios, como defeitos na face e até dores de cabeça.

O tratamento pode ser feito em todas as pessoas e em qualquer época. Há algum tempo atrás, era mais comum apenas crianças e adolescentes utilizarem aparelhos. Por estarem em fase de crescimento, aproveita-se a formação dos dentes e das arcadas para logo colocá-los na posição correta. Hoje em dia, adultos estão cada vez mais preocupados em “recuperar o tempo perdido” e a idéia de que os dentes não podem ser mais “consertados” já foi abolida. Hoje existem aparelhos ortodônticos estéticos, feitos de cerâmica ou safira laboratorial que são muito utilizados em adultos.

Tempo e fases de seu tratamento de Ortodontia

O tempo de tratamento ortodôntico depende de vários fatores, como: biotipo, idade, sexo, tipo de má oclusão e vários outros fatores. Após a realização de exames complementares é possível fornecer uma previsão do tempo de tratamento para cada caso em particular.

O seu tratamento de Ortodontia será dividido basicamente em três fases básicas:

I.          Instalação do Aparelho

II.         Manutenção

III.         Contenção

Instalação do aparelho, em 5 passos:

1.         Primeiro, você deverá realizar a Documentação Ortodôntica em um Instituto Radiológico especializado (o qual podemos indicar para você). Esta parte é fundamental para a qualidade do seu tratamento, pois apenas em posse da Documentação Ortodôntica seremos capazes de diagnosticar com precisão o seu caso e, assim, oferecer-lhe a melhor solução;

2.         Em seguida, o Doutor lhe apresentará um informativo contendo: Diagnóstico resumido de seu caso, uma ou mais opções de tratamento, prognóstico do tratamento e orçamento para cada opção.

3.         Aprovado o tratamento, o paciente ou os responsáveis pelo paciente deverão preencher as fichas de autorização do tratamento e marcar as consultas de instalação do aparelho. O tratamento só poderá ser iniciado após a autorização. Este é um procedimento “de praxe”, indicado pelas mais respeitadas entidades de Ortodontia do nosso país e do mundo, e visa proteger tanto o profissional quanto o paciente.

4.         Em casos de aparelho removível, poderá ser necessária uma nova moldagem dos dentes do paciente para confeccionar o modelo chamado “de trabalho” será enviado para um laboratório de prótese para a confecção do aparelho.

5.         Por fim, faremos a instalação do aparelho, montando-o na sua boca, oferecendo-lhe toda a orientação necessária para você usá-lo corretamente. Nesta consulta serão feitos os ajustes iniciais do aparelho e será marcada uma nova consulta para algum ajuste que ainda seja necessário. No caso da montagem do aparelho fixo, serão necessárias algumas consultas para a instalação dos brackets (peças coladas aos dentes) e bandas (anel metálico que é colocado ao redor dos dentes de trás da boca).

Nos primeiros dias, é normal que o paciente estranhe um pouco o aparelho. Normalmente o prazo de adaptação inicial é de uma semana.

Você poderá escolher sua cor preferida para o elástico do aparelho fixo ou a cor do aparelho removível e da caixinha aonde você irá guardá-lo.

Instalado o aparelho, passaremos para a fase II:

A Manutenção:

Nesta fase é que o aparelho que foi instalado começa a funcionar. Você precisará comparecer ao nosso Consultório 1 a 2 vezes por mês. Mas cada visita sua será fundamental para vermos se tudo vai bem, para corrigirmos alguns detalhes do seu aparelho e fazer os ajustes necessários. Esperamos que todas as suas visitas sejam agradáveis e que a sua convivência com as pessoas da nossa equipe seja bastante gratificante!

A Contenção:

Após corrigida a posição dos dentes, é necessário mantê-los imobilizados durante um determinado tempo. Seu organismo formará osso em volta dos dentes que foram movimentados estabilizando-os em sua nova posição. A contenção é feita através de um aparelho removível instalado na arcada superior e um aparelho removível ou fixo na arcada inferior, dependendo do tipo de mal oclusão. O uso correto dos aparelhos de contenção é fundamental para manutenção dos resultados obtidos.

O tempo de manutenção varia de paciente para paciente e depende do tipo de tratamento que foi executado, mas em média gira em torno de 6 meses o dia inteiro e 6 à noite para arcada superior. Na arcada inferior, a contenção pode precisar ficar de 6 meses até 5 anos no caso dos contensores fixos. Este tipo de contensor fica ‘colado’ por trás dos dentes e não é visível por fora da boca.

Alguns movimentos de dentes tem uma alta tendência a recidiva, ou seja, os dentes tendem a voltar a posição original e mesmo após removida a contenção alguns dentes podem mudar de posição.

Conheça melhor seu aparelho

Os aparelhos são popularmente conhecidos por fixos e móveis. Nós definiremos o tipo ideal de aparelho que deverá ser usado para o seu caso. Os aparelhos fixos são aqueles que ficam na boca permanentemente durante o tempo determinado pelo Ortodontista.

São “colados” brackets e bandas nos dentes que sustentam o “fio”, que são sustentados por pequenos elásticos. Os “fios” forçarão gradativamente os dentes para a posição correta. Utilizamos um tipo de fio especial chamado super elástico que faz uma pressão leve e constante, levando os dentes permanentemente para posição correta. O uso destes fios faz com que o tratamento seja mais rápido e mais confortável e permite que as consultas sejam marcadas com intervalos maiores. Em períodos determinados pelo Ortodontista, este “fio” é trocado.

Existe um tipo de elástico que é o chamado “intermaxilar”, estes interligam as arcadas e são utilizados conforme o caso. O elástico não é apenas uma coisa simples: ele é muito importante e o conhecimento do Ortodontista sobre como usá-lo corretamente é fundamental para você alcançar bons resultados.

Nos primeiros dias, a adaptação pode ser difícil para algumas pessoas, por causa do contato dos brackets com a mucosa e língua, podendo causar ferimentos leves, mas normais. Será fornecido ao paciente um tipo de cera protetora para ser colocada sobre as peças que por ventura venham incomodar a mucosa bucal.

Outra dificuldade inicial é uma “dorzinha”. Claro, os dentes estão sendo movimentados, e esta pressão para o ajuste causa um desconforto inicial, mas também normal, suportável e passageiro.

Os aparelhos removíveis são aqueles que podem ser retirados da boca em alguns momentos. Este aparelho também pode causar inicialmente um pequeno desconforto por causa do seu formato e acomodação dentro da boca. Os aparelhos removíveis causam alteração no modo de pronunciar as palavras, mas esta alteração é passageira e o paciente se acostuma a falar normalmente com o aparelho em poucos dias.

Em poucos casos é necessária a utilização de aparelho extra-oral, que fica por fora da boca e é utilizado em casa e para dormir.

Cuide bem de seu aparelho

Seja qual for o tipo do seu aparelho, fixo ou móvel, você deve tomar alguns cuidados especiais para sua conservação.

Os aparelhos fixos, por estarem sempre dentro da boca, precisam de sua observação mais cuidadosa durante o período entre consultas:

•           Sempre verificar se os brackets e bandas estão bem fixados;

•           Caso alguma peça do seu aparelho se solte ligar para o consultório informando;

•           Fazer a limpeza muito bem feita, escovando sempre bem os dentes após as refeições e lanches;

•           Tomar cuidados com a mastigação, evitando alimentos duros (balas, pipoca, amendoim) e açucarados demais;

•           Não utilizando palitos de dentes;

•           Evitar hábitos como roer unhas e morder canetas;

•           Evitar ficar mexendo no aparelho.

Os aparelhos removíveis:

•           Quando tirados da boca, devem ser acomodados no estojo especial para eles; nunca embrulhe em guardanapos após as refeições. Nunca coloque o aparelho no bolso ou solto na mochila;

•           Sua limpeza também deve ser feita sempre, lavando-o e escovando-o fora da boca;

•           Não coloque o aparelho após as refeições sem ter escovado os dentes e o aparelho;

•           Não coma com o aparelho na boca, isto pode machucar sua boca e danificar o aparelho;

•           Não use o aparelho quando estiver participando de atividades esportivas e principalmente natação;

•           Use o aparelho sempre que possível!!! (no mínimo 20 hs por dia);

•           Dica: quando o aparelho removível é deixado fora da boca ele resseca e pode ficar com gosto ou cheiro esquisito. Para evitar isto, coloque-o depois de escovado em um estojo ou copo com água com uma colher de sopa de água oxigenada ou uma colher de sobremesa de bicarbonato de sódio. Deixe-o lá enquanto você faz sua refeição. Não esqueça de escovar e enxaguá-lo antes de usá-lo novamente.

Orientações sobre dieta especial

Quando se usa aparelho fixo, alguns alimentos devem ser evitados a fim de evitar danos ao aparelho ou cáries:

•           Alimentos duros ou crocantes, como pipoca, amendoim, pé de moleque, azeitona com caroço, maçã do amor, halls, etc;

•           Morder diretamente alimentos como maçã, cenoura, laranja, pão francês, etc. Corte ou fatie antes de mastigá-los;

•           Alimentos doces e açucarados;

•           Balas e chicletes em geral.

Agendamento de consultas

Para que o nosso tratamento siga corretamente, é necessário um planejamento inicial das consultas que deverão ser feitas. Para isto, precisaremos fazer estas consultas com hora marcada. Estas consultas deverão ser marcadas com nossas atendentes.

A marcação das consultas é de responsabilidade do paciente, de preferência o paciente deve sair do consultório com a próxima consulta já marcada.

Com o agendamento das consultas você pode planejar seu dia mais facilmente e nós podemos dedicar este tempo do Consultório especialmente a você!

Faltas e atrasos

Isto realmente deve ser evitado. É muito ruim para o tratamento ter que esperar para ter sua continuação. Isto gera muita perda de tempo e o tratamento ficará mais longo do que o previsto.

Como nós contamos com o seu horário nas consultas de manutenção, as mensalidades precisarão ser pagas mesmo se você tiver que faltar. Ou seja, mesmo que o paciente não vá ao consultório em determinado mês, não fica isento do pagamento da referida parcela de manutenção mensal.

Caso você realmente você precise faltar na hora da consulta marcada, por favor, não esqueça de nos avisar com antecedência (no mínimo 24 horas antes). E se você perceber que vai se atrasar e não vai conseguir chegar no horário combinado, tente nos avisar também.

Ausência do dentista

Os Doutores participam de inúmeros congressos e ministram vários cursos e conferências. Pode acontecer que, durante o seu tratamento Ortodôntico, o Doutor precise se ausentar, mas não se preocupe pois seu tratamento não será prejudicado.

Por ser um tratamento que necessita do uso prolongado de aparelho, você será atendido antes e depois deste período de ausência. Se necessário serão planejadas as consultas que não precisarão da atuação direta do Doutor mas sim, do trabalho da sua equipe. Ou seja, se necessário, serão feitos os ajustes no aparelho, a manutenção das peças, de acordo com as instruções do Doutor.

Férias do cliente

Nós sabemos que você tira férias, mas seus dentes não podem ter descanso! Por isso, não se esqueça de usar o aparelho corretamente e de faltar o mínimo possível nas suas consultas de manutenção. Em caso de viagens, tente marcar as consultas próximo as datas de partida e de chegada.

Cuidados especiais com alimentação devem ser tomados tendo em vista a dificuldade de reparo do aparelho neste período.

Pagamentos

O pagamento de um Tratamento de Ortodontia é composto de um inicial, referente ao diagnóstico e elaboração do plano de tratamento, custo da aparatologia e instalação do aparelho; mensais, referentes à manutenção e controle; eventuais referentes a braquetes ou bandas perdidos ou quebrados; final referente aos aparelhos de contenção no fim do tratamento.

Vale a pena investir na sua saúde e no seu sorriso