Fortaleça seu coração

Apesar de fazer bem ao coração e aliviar o estresse, a ioga só deve ser praticada com a orientação de um profissional.

Baseada em 11 pesquisas com, no total, 800 voluntários, uma revisão do Instituto Cochrane sugere que essa prática milenar ajuda a baixar a pressão e os níveis de triglicérides. “Ao contrário do que se pensa, certas posturas demandam esforço do sistema cardiovascular. E isso promove adaptações benéficas”, explica Danilo Forghieri Santaella, professor de educação física do Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo. Em outras palavras, a ioga é, sim, um exercício cardioprotetor. Mas, até por essa característica, ela exige que seus fãs tomem alguns cuidados, em especial se já têm um problema de saúde. “Hipertensos não podem realizar posturas invertidas, porque a pressão sobe bastante ao ficarmos de ponta-cabeça”, exemplifica Santaella.

Por que a modalidade resguarda o coração

 

Vasos relaxados 
A movimentação decorrente da ioga incitaria a fabricação de óxido nítrico, molécula que reduz a pressão arterial.

Mais colesterol bom 
Não dá pra dizer que a técnica reduz o colesterol ruim. Mas ela aumenta as taxas de HDL, a versão que tira gordura dos vasos.

Cuca fresca 
A ioga é uma das práticas mais eficazes para aliviar a tensão. E, com menos hormônios do estresse circulando, o risco de um piripaque cardíaco cai.

A importância de praticar a ioga com orientação

Dois exemplos de postura que justificam por que a ioga deve ser feita com o acompanhamento de um bom professor.

Cobra ou bhujangasana

 

1. A postura, por apertar um pouco a barriga, às vezes gera refluxo em quem tem tendência.

2. A compressão da lombar pode piorar um eventual quadro de dor na região.

3. Os braços só servem de apoio. Se fizerem muita força, a coluna sofre.
Vela ou sarvangasana

 

 

1. A flexão do pescoço é contraindicada a quem também tem uma hérnia de disco ali.

2. O coração, para mandar sangue aos pés, é muito exigido. Isso o fortalece, mas é uma ameaça aos hipertensos.

 

Fonte:

Abril.saúde

Imagens:

Foto: Getty Images

      

Comentários

Nenhum Comentário