Dor de cabeça constante pode ser bruxismo: entenda o que é e quais as causas

foto1Bruxismo é o ato involuntário de ranger ou apertar os dentes e pode trazer sérias consequências para a saúde

 

foto2É durante o sono que o bruxismo se manifesta com mais frequência, por isso, muitas pessoas não notam que têm o problema

 

foto3Dores de cabeça, no maxilar e sensibilidade dentária são alguns sintomas do bruxismo

 

Foto4A mastigação durante as refeições também pode ser afetada pelo problema

 

Foto5Cansaço físico, pressões e excesso de trabalho podem ser fatores que contribuem para o desenvolvimento do bruxismo

 

Foto6Unir o trabalho do dentista com psicólogos e terapeutas ajuda a ter um melhor diagnóstico do problema

 

Foto7Seu dentista pode oferecer alívio para os sintomas do bruxismo, mas é muito importante conhecer a real causa dele

 

Foto8A placa oclusal ajuda a estabilizar e melhorar a função das articulações da boca

 

Foto9O bruxismo pode ser combatido com práticas rotineiras para um vida mais leve e saudável

 

Foto10Praticar atividade física regular e ter uma alimentação balanceada podem colaborar bastante

 

Aquela dorzinha de cabeça insistente perturba você há dias. Remédio não adianta nada. Talvez seja hora de consultar seu dentista, pois é possível que seja bruxismo. O nome assusta, mas, de acordo com a ortodontista Inês Horie, o problema é mais comum do que se imagina. “O bruxismo é o apertar, ranger ou bater dos dentes involuntariamente e pode acontecer com pessoas de diferentes idades e fases da vida”, explica.

Apesar de surgir também durante o dia, é enquanto dormimos que o problema é mais intenso, por isso as dores de cabeça e no maxilar são comuns depois de acordar. As causas para o ranger de dentes são diversas. “É possível que ele aconteça desde o posicionamento incorreto dos dentes até fatores emocionais, como momentos de maior estresse”, continua a especialista.

Principais sintomas do bruxismo

Se você tem dores de cabeça, no maxilar, dores musculares, cansaço e desconforto na mastigação, é possível que você esteja rangendo os dentes à noite sem perceber. “Todos esses sintomas podem afetar a saúde, levando a perdas ósseas, desgastes dentários e dores pela boca”, alerta a profissional. Entendê-los como um alerta do corpo para procurar ajuda faz a diferença, mas o diagnóstico completo somente um dentista pode realizar. Então, nada de entrar em desespero antes de visitá-lo, o.k.?

Como tratar o bruxismo

“Eliminar o mal pela raiz”. Essa é a melhor dica para o tratamento do bruxismo. Isso quer dizer que, mais do que buscar métodos para aliviar os sintomas, o importante é identificar o que está causando o problema. O cansaço físico, pressões de trabalho ou ansiedade por algum acontecimento importante são fatores que podem contribuir para o desenvolvimento do bruxismo.

Para Inês Horie, é importante unir o trabalho do dentista com outros profissionais, como psicólogos e terapeutas. Porém, existem outros meios para tratar os primeiros sintomas do bruxismo. “O mais conhecido é a placa oclusal, um aparelho para estabilizar e melhorar a função das articulações da boca; reabilitação dos dentes prejudicados; aparelhos ortodônticos; entre outros”, completa.

Dicas de um profissional: como prevenir o bruxismo

Fique tranquilo, é possível evitar o bruxismo e até mesmo diminuir os sintomas. Para a ortodontista, o mais importante é prevenir as tensões do dia a dia. “A sobrecarga de atividades é prejudicial, principalmente para crianças e adolescentes. Procurar profissionais especializados, visitar o dentista rotineiramente, praticar atividade física regular, ter uma alimentação balanceada e levar uma vida sem exageros pode colaborar bastante para isso”, finaliza.

 

Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário