Do botox ao sono perfeito, as grandes mudanças podem começar no dentista

Hoje, Odontologia é capacitada para intervenções estéticas, mas tudo começa com diagnóstico criterioso, para efeitos permanentes

 

640x480-dba446a3c50165ae446c4d53a14e52e3

Especialista em reabilitação oral mostra o antes de depois de vários tratamentos de sucesso. (Foto: Alcides Neto)

A origem de muitos dos seus problemas está na boca. Da fisionomia envelhecida, às noites mal dormidas, a solução pode começar pelo diagnóstico detalhado no consultório de um dentista. O resultado, além do sorriso perfeito, é qualidade de mastigação e de vida.

Hoje, o profissional de Odontologia é qualificado, inclusive, para aplicação de botox ou preenchimentos de rugas e marcas de expressão na face. Mas a beleza é apenas o estágio final em tratamentos sérios.

“Antes, o paciente tem de ser avaliado de maneira minuciosa, para saber o que é preciso mudar na parte dentária. Não adianta atacar o efeito, sem resolver a causa. O primeiro objetivo só será permanente se o segundo for levado a sério. Hoje, 7 em cada 10 pacientes têm problema de mastigação”, explica o especialista dr. Plácido Menezes, da clínica Arquitetura do Sorriso.

Experiente, ele aprendeu na rotina de atendimentos que o desequilíbrio do corpo pode ser reflexo de deficiências mastigatóriaque podem ser facilmente resolvidas. “Há casos até de problema de coluna por conta de mastigação errada. No entanto, os sintomas mais frequentes são as enxaquecas fortes e os distúrbios do sono”, conta o especialista.

Quem busca beleza no consultório do dr. Plácido Menezes, acaba investindo na saúde de forma global, principalmente, na prevenção. Até os laminados cerâmicos têm um poder funcional, apesar de ganharem popularidade como lentes de contato e facetas que deixam os dentes alinhados, sem manchas e super branquinhos. O material serve para reconstruir dentes desgastados e contribuir na recomposição do sistema mastigatório.

 

Dentista mostra alguns dos modelos de aparelhos que regulam funções da boca

Dentista mostra alguns dos modelos de aparelhos que regulam funções da boca

 

Há casos que exigem intervenção maior, com o uso de aparelhos ortodônticos ou mesmo com aparelhos reguladores de função, para uma reprogramação muscular com a melhora também da respiração e sono.

“Hoje, boa parte das doenças surge porque as pessoas respiram pela boca. Por isso, é necessário corrigir falhas na composição dentária. Resolvendo isso, o sono volta a ser tranquilo e até o número de cáries diminui, assim como doenças sérias no sistema digestivo. Quando respiramos pela boca, o ar não é filtrado, não é equalizado e entra nos pulmões sem umidificação”. Na respiração nasal com O2 captado pelas fossas nasais, estão indo juntas, dezenas de elementos importantes para o desenvolvimento presentes na lágrima que umidifica o ar que vai para os pulmões como IgA (imunoglobulina) e demais fatores químicos. Na falta, os pulmões podem apresentar diversos problemas do sistema respiratório como, por exemplo, bronquite de repetição. ”, detalha o dentista.

A respiração bucal acaba se tornando um hábito em consequência da “Lei do menor esforço“ porque acaba sendo mais fácil respirar pela boca.

O tratamento adequado para Respirador Bucal com a reabilitação neuro oclusal e com a regulação das funções proporciona a melhora nos sintomas como: estresse, ronco, insônia, sono agitado, ansiedade e depressão. Com isso pode desenvolver os segmentos de qualidade como memória, percepção, autoestima, criatividade, mais energia e perda da agitação.

Para saber qual o tratamento mais eficiente, tudo é observado. A posição dos dentes, da língua, a capacidade de abertura da boca, a forma como o paciente fala e respira.

No consultório dr. Plácido Menezes, o que não falta é exemplo registrado em fotos de antes e depois, o que comprova o efeito das intervenções. Há paciente até com deformação na coluna, corrigida após o uso de aparelho.

Também é comum o equilíbrio das proporções do rosto, até então assimétricas. “Beleza é simetria e quando algo está em disparidade é porque está errado”, avisa ele.

A discrepância ocorre porque a mastigação é sobrecarregada em apenas um dos lados da face. Para solucionar a assimetria, a correção pode ser feita com implantes ou uso dos aparelhos que reposicionam os dentes.

 

Plácido Menezes mostra os efeitos ao organismo da respiração pela boca. (Foto: Alcides Neto)

Plácido Menezes mostra os efeitos ao organismo da respiração pela boca. (Foto: Alcides Neto)

 

E depois das causas de um sorriso torto ou falho serem tratadas, o próximo passo é garantir a beleza, dar o toque final na arquitetura perfeita, construída no consultório odontológico.

Com base no formato do rosto, cada dente será artesanalmente modelado com uso dos laminados cerâmicos. Nesta etapa, até a flacidez precoce da face é resolvida com o fortalecimento da musculatura ou preenchimento da arcada dentária. “Vamos fazendo testes até que a pessoa tenha certeza de que aquele é o sorriso que sempre sonhou ter”, afirma Plácido Menezes.

Se optar pelas facetas ou lentes de contato, o paciente se livra até de sessões de clareamento. Para manter os dentes brancos, a manutenção exige apenas polimento a cada 6 meses.

Para conhecer melhor a Arquitetura do Sorriso e o trabalho dr. Plácido Menezes, siga a clínica no Facebook.

Agendamentos de consulta podem ser feitos pelo telefone (67) 3029-5029.Na Rua José Antônio, n. 1256, no Centro de Campo Grande.

 

Clínica fica na rua José Antônio, n. 1256, no Centro de Campo Grande.

Clínica fica na rua José Antônio, n. 1256, no Centro de Campo Grande.

 

Fonte: CGNews

      

Comentários

Nenhum Comentário