Dentes de leite: quando nascem e quando caem

foto1O lindo sorriso desdentado de bebês é lindo, mas o surgimento dos primeiros dentinhos pode incomodar

 

 

foto2Mordedores são ótimos para aliviar a coceira nas gengivas durante esse período

 

foto3Massagem da mamãe na gengiva e um pouco de chamego podem contribuir muito para seu bebê ficar mais calmo e esquecer a dor

 

foto4Desvie o foco do bebê: brinquedos e contato com outras crianças também ajudam

 

foto5O nascimento dos dentes de leite é um rito de passagem que pode durar alguns anos

 

foto6Na faixa dos três anos de idade a criança já deve ter todos os dentes de leite nascidos

 

foto7Porém, chega o momento de se despedir e abrir espaço para os dentes permanentes

 

foto8Algumas crianças não aceitam muito bem a fase de “janelinhas” na boca, por isso, é importante tranquilizá-las e explicar que os dentes nascem novamente e mais fortes

 

foto9Acompanhar a escovação e cuidados do seu filho é muito importante para evitar problemas futuros

 

foto10Surgindo qualquer dúvida é muito importante que os pais levem a criança para uma visita com um profissional

 

 

Sorrisos banguelas de bebês podem ser uma graça, mas quando os primeiros dentinhos de leite começam a aparecer, a criança passa a ficar meio inquieta e babando um pouco mais. De acordo com a odontopediatra Leticia Vieira, a gengiva também fica inchada e avermelhada. “Ela vai começar a colocar diversos objetos na boca para tentar coçar. E pode aumentar um pouquinho a temperatura do corpo, mas isso não está necessariamente ligado ao nascimento deles. Em caso de febre alta os pais devem procurar o pediatra”, explica.

O que fazer para amenizar o desconforto nessa fase?

Criança pequena consegue se distrair com quase qualquer coisa, por isso, procure tirar o foco dela na dor com brincadeiras, desenhos animados ou contato com outras crianças. “Mordedores também ajudam bastante e existem vários tipos no mercado para aliviar o bebê nesse período”, indica. Outra tática que funciona é uma massagem. Afinal, quem não gosta? Limpe bem o seu dedo, envolva num pedaço de gaze umedecida em soro fisiológico gelado e passe na gengiva da criança fazendo uma leve pressão. O alívio é momentâneo, mas seu filho se sentirá agradecido e com certeza vai adorar esse carinho recebido de quem o ama.

Quando nascem os dentes de leite?

Mas o nascimento dos dentes de leite não acontece de uma única vez. É um rito de passagem que pode durar alguns anos. A odontopediatra explica que a dentição primária vai começar a apontar na boca da criança por volta dos seis meses. Normalmente, são aqueles dois dentinhos da frente na arcada inferior. Fofíssimo, né? Os dentes superiores surgem cerca de um mês depois. Mas só lá pelos três anos é que seu filho deve ter todos os 20 dentes de leite na boca.

Hora de “trocar” os dentes

Quando seu filho tiver por volta dos seis anos os dentes de leite não só vão, como devem cair! E tudo acontecerá de forma bem natural, sem motivo para preocupações. “É importante que os dentes de leite caiam naturalmente, sem precisar levar a criança ao dentista ou recorrer a métodos caseiros, afinal é um processo fisiológico e normal”, alerta Leticia.

Durante essa transição pode ser preciso tranquilizar aqueles que não aceitarem muito bem esse momento e se sentirem envergonhados com as tais “janelinhas”. Explique, por exemplo, que é um processo natural, que todos os amiguinhos da escola já passaram ou também vão passar por isso e que depois surgirão dentes maiores, mais bonitos e mais fortes. Se tiver, vale até mostrar uma foto sua banguela.

Dentes que vieram pra ficar

Até sete anos, mais ou menos, é quando os dentes de leite se despedem para dar lugar aos permanentes. Alguns pais se desesperam quando percebem que isso não acontece, mas isso não é motivo para susto de acordo com a especialista. “Casos de dentes de leite não caírem e o permanente estar nascendo por trás são relativamente comuns. No tempo certo tudo se encaixa. Se tiverem muitas dificuldades ou dúvidas, os pais podem procurar ajuda de um dentista”. Como os dentes permanentes são maiores, o nascimento deles pode provocar dor, dependendo da sensibilidade da criança. Com a formação de todos os 32 dentes permanentes, o sorriso do seu filho ficará harmônico para toda a vida.

Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário