Cárie pode passar para outros dentes?

13234-uma-carie-ja-pode-dar-muito-prejuizo-par-slider_medias-1Uma cárie já pode dar muito prejuízo para um dente, agora imagine se ele atinge dois? A dentista Rhianna Barreto esclarece se é possível que a doença passe de um dente para outro

 

Cárie, quem nunca ouviu falar nessa vilã dentária que atire a primeira pedra. Ela é muito famosa na boca dos pequenos que adoram um docinho, mas também faz a festa no sorriso dos adultos que não praticam a higiene bucal. A questão é que, se não for tratada, pode proporcionar um grande estrago no dente. Mas será que essa bactéria também é capaz que afetar os dentes vizinhos? A odontologista Rhianna Barreto responde ao Sorrisologia.

ESSA VILÃ PODE CONTAGIAR OUTROS DENTES?

A odontologia não nega. A cárie dentária é uma doença multifatorial, infecciosa e transmissível. Sua maior e principal causa vem de uma má alimentação e a falta de higiene bucal, que, assim, produz a desmineralização das estruturas dentárias. “A cárie é formada por bactérias que fazem a fermentação de restos alimentares (principalmente açúcar e carboidrato) que liberam um ácido, causando desmineralização do dente. Esses micro-organismos podem ser transmitidos através da saliva para dentes adjacentes que estejam com acúmulo de restos alimentares”, explica.

O QUE FAZER PARA ESSA BACTÉRIA NÃO ATACAR TODO O SEU SORRISO?

O flúor tem uma importante participação na prevenção da cárie. Ele está presente não apenas no creme dental, como, também, em alimentos e na própria água . Rhianna esclarece que este elemento químico tem o poder de inibir a desmineralização e acelerar a remineralização do dente durante o processo carioso. “A presença constante do flúor nos fluidos bucais constitui o principal fator na prevenção da cárie”.

Além disso, alguns estudos demonstram que o flúor aplicado sobre a placa bacteriana pode inibir a produção de ácidos causados por micro-organismos cariogênicos. Deste modo, a profilaxia feita regularmente é capaz de evitar a doença. Caso a pessoa já apresente alguma lesão, é importante fazer o tratamento restaurador o quanto antes para prevenir não só a perda deste elemento dentário, como o contágio de outros dentes.

HIGIENE BUCAL NUNCA É DEMAIS

A melhor forma de prevenção pode ser feita em casa, na frente do espelho e sorrindo. Uma higiene bucal adequada, realizada após todas as refeições, é a melhor forma de proteger os dentes das doenças bacterianas. “Isso potencializa a função remineralizadora da saliva, mantendo a lesão cariosa do esmalte no estágio reversível por um período indeterminado”.
Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário