Água, alho, cebola: Conheça os alimentos que contêm flúor

13179-comer-bem-e-cuidar-do-sorriso-fica-mais-slider_medias-1Comer bem e cuidar do sorriso fica mais fácil com o cardápio certo. Saiba quais são as principais fontes de flúor na alimentação com a ajuda do Sorrisologia

 

Dois problemas resolvidos em uma só garfada – ou melhor, em algumas. Você sabia que a alimentação rica em flúor é uma maneira eficiente de prevenir possíveis problemas tanto no corpo quanto nos dentes? O dentista Robson Caumo explica como alguns alimentos tão comuns na mesa do brasileiro podem ser grandes aliados de um sorriso saudável.

PARA QUE SERVE O FLÚOR?

Ele é um elemento fundamental e duplamente benéfico. Isso porque, segundo o especialista, o papel do flúor no organismo é ajudar diretamente na formação de dentes e ossos mais fortes. “Estudos mostram que ele ajuda, por exemplo, na prevenção de doenças como a osteoporose, que atinge milhões de brasileiros”, lembra Robson.

Já na saúde bucal, especificamente, o flúor tem papel importante. “Ele atua no controle da balança de um processo chamado “DES-RE” (desmineralização – remineralização), que ocorre a todo momento em nossa boca, mantendo a remineralização efetiva”, esclarece. Além disso, o dentista lembra que essa substância também age, de forma mais discreta, no controle bacteriano, protegendo os dentes da cárie.

PRINCIPAIS FONTES DE FLÚOR NA ALIMENTAÇÃO

De acordo com Robson, a alimentação típica do país é rica em flúor de um modo geral. As principais fontes desse elemento estão diariamente na rotina e no cardápio, seja como bebida, ingrediente em alguma receita ou, até mesmo, como prato principal.

1- Água
Quando o assunto é flúor, a água ganha destaque. Mesmo parecendo um líquido tão simples, não se engane: segundo o dentista, ela é a maior fonte de flúor encontrada na dieta e, por isso, é recomendada sem contraindicações.

2- Arroz e feijão
Quem diria que comer a mais famosa combinação brasileira também seria uma maneira de repor o flúor no corpo? Esses dois grãos, juntos ou separados, são capazes de ajudar e muito na manutenção do bom funcionamento bucal e sistêmico.

3- Cebola e alho
A cebola e o alho podem ser considerados vilões do hálito, mas nem por isso deixam de ser amigos da saúde bucal. Robson explica que esses dois alimentos são fontes de flúor e, por isso, vale a pena pensar duas vezes antes de excluí-los da alimentação.

4- Frutos do mar
Você sabia que os frutos do mar são, em geral, ótimos aliados para repor o flúor por meio da dieta? E as vantagens não param por aí já que os peixes, por exemplo, são ótimas fontes de diversos outros nutrientes essenciais para o organismo.

NÃO ABRA MÃO DO RITUAL DE HIGIENE

Ainda que uma alimentação planejada ajude na reposição desse elemento, Robson alerta que ela funciona apenas como um complemento, por isso, é recomendado o uso de cremes dentais fluoretados para uma reposição completa. Lembre-se: antes de repensar a alimentação, não se esqueça de manter o ritual de higiene da sua boca sempre em dia. “Não existem alimentos que sejam mágicos. Nada é tão eficiente quanto uma boa escovação, na quantidade e forma correta”, finaliza.
Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário