PIERCING: A MODA QUE PODE SER UM RISCO PARA SUA SAÚDE BUCAL

1Usados em diversas partes do corpo, os piercings são acessórios que precisam de cuidados higienicos especiais, principalmente quando são colocados na língua ou nos lábios

 

2Visite o seu dentista para tomar uma decisão mais segura e saber todos os riscos do procedimento

 

3Os riscos de um furo podem ser desde uma infecção até o surgimento de uma quelóide

 

4Escolher um lugar confiável e um bom profissional faz toda diferença. Visite alguns estúdios para observar a higiene do local

 

5Não escolha a joia pela aparencia, muito menos pelo preço. Prefira acessórios feitos de aço cirúrgico, titânio e ouro branco

 

6Se você foi corajoso e colocou seu piercing, agora é hora de praticar uma alimentação saudável e evitar alimentos gordurosos durante um mês

 

7Uma vez por dia, limpe o seu piercing com água e sabão para manter o furo longe de sujeiras e bactérias

 

Dependendo da sua idade é possível que você tenha vivido a febre dos piercings durante a adolescência. Talvez até quis colocar algum, não é? Ou quem sabe foram seus filhos que queriam adotar a tal moda a qualquer custo. Usados em diversas partes do corpo, os piercings são joias modernas que chamam a atenção da garotada. Porém, os adeptos desse acessório precisam ficar de olho na higiene, principalmente quando colocados na língua ou nos lábios.

Muito mais do que uma forma de expressão individual, os piercings podem ser grandes vilões para a saúde bucal se não forem cuidados de forma correta. Antes de tomar qualquer atitude, que tal fazer uma visita ao seu dentista para tomar uma decisão mais certa e segura?

OS PRINCIPAIS RISCOS

É importante entender todos os riscos que essa perfuração pode trazer. Além de uma possível infecção, dor e inchaço local, podem surgir problemas mais sérios como quelóide ou endocardite, uma inflamação que dá acesso às bactérias presentes na boca para a corrente sanguínea. A joia também pode danificar os dentes que possuem restaurações e até mesmo ferir a gengiva.

LUGAR CERTO + PROFISSIONAL CAPACITADO = MENOS PREOCUPAÇÕES

Escolha um lugar seguro e com um profissional experiente. Os estúdios de piercing e tatuagem costumam receber visitas regulares da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que especifica várias normas técnicas obrigatórias e, dependendo das circunstâncias, pode punir os estabelecimentos que não as cumprem. Procure fazer visitas e observar alguns critérios de higiene, como:

– O estúdio deve ter móveis limpos e conservados e os materiais não descartáveis, como pinça e tesouras, devem ter passado pela autoclave, equipamento de esterilização;

– Para descobrir isso, repare se esses equipamentos foram retirados de um envelope que são colocados para fazer a esterilização.

– Materiais como agulhas e luvas devem ser descartáveis. Observe se o profissional joga tudo no lixo após a utilização.

ESCOLHA O PIERCING IDEAL

Nem sempre é o mais bonito e colorido que vale. É preciso ficar de olho no material. Os mais adequados são de aço cirúrgico, titânio e ouro branco, por oferecerem menos chances de uma infecção. Por isso, na hora da compra, desconfie dos preços super acessíveis, pois pode ser feito de material inapropriado e, com o tempo, pode até enferrujar. Cada parte do corpo furado exige um tipo específico de joia, é importante obedecer sempre as recomendações do profissional antes de escolher seu acessório.

CUIDADOS APÓS A COLOCAÇÃO DO SEU PIERCING

Já colocou seu piercing? Corajoso, hein? Agora é possível sentir a região dolorida durante um tempo, mas logo passa, assim como o sangramento e qualquer tipo de secreção devem desaparecer. É recomendável voltar ao estúdio depois de uma semana para que o profissional observe se há algo anormal.

Um dos principais cuidados é ter uma alimentação diferenciada. É bom evitar qualquer tipo de alimento gorduroso durante um mês, principalmente carne de porco e ovo, pois dificultam a cicatrização. Já os alimentos e bebidas frias ajudam a minimizar o inchaço e a sensibilidade do local.

A limpeza da peça também é primordial. Pelo menos uma vez por dia você deve realizar uma limpeza simples e eficaz com água e sabão no piercing para manter o furo longe de sujeiras e bactérias. Uma boa e completa higiene bucal é essencial para a cicatrização. Um spray anti-séptico no local também ajuda, mas o número de vezes depende do local do piercing e do tipo de medicamento. Por isso, é importante a indicação de um especialista ou dermatologista.

TENHA PACIÊNCIA ATÉ CICATRIZAR

Existem alguns locais no corpo que a cicatrização costuma ser mais demorada e a limpeza mais difícil. Quem tem um piercing deverá ter cuidados permanentes, não só com a limpeza, mas também com acidentes envolvendo o lugar do furo. Os riscos de quelóides não são controláveis, pois existem pessoas que são mais propensas a isso. Seguindo as dicas os riscos são reduzidos consideravelmente. É preciso observar qualquer inchaço ou bolinha no local do furo. Se houver alguma rejeição, procure um médico. Quem quer trocar a peça deve esperar o tempo de cicatrização específico de cada local. Na língua e nos lábios pode durar até seis semanas. Em geral, um mês depois a pessoa está livre dos cuidados mais específicos, mas a limpeza continua para sempre.
Fonte: Sorrisologia

      

Comentários

Nenhum Comentário