A obesidade Influencia o tratamento ortodôntico em adolescentes

De acordo com o King’s College London Dental Institute, a obesidade pode influenciar os tecidos de apoio em redor dos dentes durante o tratamento ortodôntico com aparelho fixo em pacientes adolescentes.

660x414_72385afc59b63650224418d3104a2360

A pesquisa demonstrou níveis aumentados de biomarcadores inflamatórios nos tecidos gengivais de pacientes obesos antes do tratamento ortodôntico e uma resposta diferente durante o alinhamento precoce dos dentes em comparação com os pacientes de peso normal.

O estudo envolveu 27 adolescentes do sexo masculino e 28 do sexo feminino, com idade média de 15 anos. Foram seguidos desde o início do tratamento até a conclusão do alinhamento dos dentes com aparelho ortodôntico fixo. Foram também classificados como peso normal ou obesos baseado no seu em seu índice de massa corporal (IMC). Os obesos apresentaram um IMC médio de 30,2 kg / m2 e os indivíduos de peso normal apresentaram um IMC médio de 19,4 kg / m2.

Durante o período de tratamento, os pacientes obesos tiveram uma taxa significativamente aumentada de movimento inicial do dente e exigiram menos tempo para conseguir o alinhamento dos dentes em comparação com os pacientes de peso normal. Além disso, os pesquisadores observaram um estado pró-inflamatório nos tecidos gengivais dos pacientes obesos antes do tratamento, que estava associado a um movimento dentário inicial mais rápido no grupo.

Estes resultados demonstram que a obesidade pode afetar significativamente os tecidos oraiss. Com proporções epidémicas nas sociedades ocidentais, a obesidade representa um grande desafio para a saúde, devido às associações entre maior IMC e doenças crónicas múltiplas. A obesidade também é considerada uma doença inflamatória crónica causada pela presença de excesso de gordura.

Este é o primeiro estudo a identificar diferenças na resposta do tratamento ortodôntico entre pacientes obesos e de peso normal, demonstrando que a obesidade pode afetar a dentição tanto a nível bioquímico quanto clínico. Os pesquisadores também indicam que essas diferenças podem ter implicações importantes para os resultados do tratamento ortodôntico a curto e longo prazos em pacientes obesos.

Fonte: King’s College London Dental Institute/Journal of Dental Research

      

Comentários

Nenhum Comentário